PT EN

Quinta da Tala - fase III

Sintra

A intervenção na Quinta Tala incorpora as alterações pedidas pelo cliente, as quais visam bloquear as vistas para o viaduto e para Sul, alterar a estrutura axial do jardim, aproveitar todos os elementos que já existem no jardim e reformular o portão de forma a garantir um acesso mais largo e seguro à quinta.

• O bloqueio das vistas foi pensado com a utilização de diferentes espécies umas de folhagem densa e permanente nos pontos mais dramáticos da intrusão visual (viaduto), recorrendo a uma cortina de criptomérias, as outras de folhagem caduca mas com crescimentos mais rápidos que formam copa grande durante as estações de crescimento.

• A solução adoptada para a entrada no portão passa pelo recuar da posição do portão passando a dispor-se de uma área de paragem fora da estrada. Embelezado por duas árvores, esta área semicircular é rematada por um muro alto e poderá ter aproximadamente 3,25m de largura de estrada garantindo o acesso a pesados. É também proposta a melhoria da pérgula ao longo da estrada de acesso fechando as vistas para o prado e viaduto.

• Os caminhos pedonais para a piscina, para o ténis e para o tilial foram redesenhados permitindo agora maior naturalização dos caminhos e ligação por lajes a cada plataforma. Propôs-se que o pavimento seja em saibro de cor ocre e seja rematado com uma peça a enterrar e a conter o saibro.

• A área de acesso e estacionamento foi invertida de forma a permitir uma plantação na parte superior da rampa de acesso de veículos ao prado.

• O lago passou a ser a peça central do jardim e o seu espelho de água o ponto de atracção mais interessante. Propôs-se um novo traçado mais recortado para o lago com aumento de cerca de 100m2.
Ficha Técnica - Arquitectos Paisagistas

Coordenação de Projecto:
Cristina Castel-Branco

Assistência de Projecto:
Inês Sampaio Fontes | Raquel Carvalho | Maria Matos Silva

Área: 4500m2

Estado: Em construção

Cliente:
Eng. Joaquim Cabral de Menezes

Data: 2009